sexta-feira, 22 de junho de 2018

Veja aqui o calendário atualizado das eleições 2018

O Brasil possui uma representatividade democrática, ou seja, o povo escolhe seus representantes através do voto. As eleições acontecem de quatro em quatro anos (de forma alternada, onde são eleitos o presidente, deputados federais, deputados estaduais, senadores, vereadores e prefeitos.

Antigamente, os votos eram feitos em papel, onde o eleitor preenchia a cédula eleitoral com o número ou nome do candidato ou partido e a depositava em uma urna. No ano de 1996, o Brasil adotou o sistema de urna eletrônica, e desde então, os brasileiros votam digitando os números dos candidatos ou do partido.



Os eleitores também podem votar em branco ou simplesmente anular o voto, caso não queira votar em nenhum candidato. Quem tem idade entre 18 a 70 anos é obrigado a votar, no entanto é preciso saber ler e escrever. Analfabetos, idosos com mais de 70 anos e quem tem entre 16 e 18 anos não precisam votar.

Vale ressaltar que a Justiça Eleitoral estabelece que o voto seja secreto para evitar que os eleitores se sintam obrigados a votar em alguém ou até mesmo que troquem o voto por dinheiro.

Calendário

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, em sessão administrativa, o calendário das Eleições Gerais, que contêm as principais datas do processo eleitoral, para que os candidatos, partidos, eleitores e a própria Justiça Eleitoral possam se guiar.

Os brasileiros vão eleger um candidato à presidência da República, os governadores dos Estados, dois terços do Senado Federal, deputados federais e deputados estaduais ou distritais.



As modificações foram introduzidas no calendário eleitoral do pleito de 2018 pela Reforma Política (Lei n° 13.487 e Lei nº 13.488), aprovada pelo Congresso Nacional. As eleições vão acontecer no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28 de outubro, nos casos de segundo turno.
Os brasileiros tiveram até o dia 9 de maio para alterar seus dados cadastrais e fazer a transferência do domicílio eleitoral. Esse também foi o prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicitar a transferência para seção com acessibilidade, além dos privados à liberdade (presos) provisoriamente e adolescentes internados de regularizar a situação eleitoral.

O período de transmissão do horário eleitoral gratuito foi reduzido de 45 para 35 dias: só terá início no dia 31 de agosto (37 dias antes das eleições) e só termina no dia 4 de outubro.

É importante ressaltar que, a partir de 22 de setembro, nenhum candidato poderá ser detido ou preso, a não ser se for em flagrante delito. O mesmo vale para o eleitor, no entanto, a data é somente a partir do dia 2 de outubro, a não ser que exista sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou por desrespeito a salvo-conduto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário