Maquete do novo prédio da Assembléia Legislativa é mostrada à imprensa

O novo prédio da ALE/RR terá essa aparência, quando ficar pronto
 Caros leitores, o presidente da Assembléia Legislativa de Roraima deputado Mecias de Jesus (PR) detalhou hoje pela manhã como serão as obras do novo prédio daquele poder. Apresentou imagens da maquete e tudo. Falou de valores e do tempo previsto para a conclusão dos trabalhos. Fez questão de frisar que não se trata de uma reforma, mas da construção de um novo prédio. A parte da reforma, segundo ele, corresponde a apenas 20% do total da obra.

Respondendo aos questionamentos deste escriba, Mecias de Jesus disse que, se necessário, poderá haver um aditivo de 25% no valor da obra, que está orçada em R$ 13 milhões. O prazo do contrato também foi comentado pelo presidente do Poder Legislativo em resposta a outra pegunta deste blogueiro. O prazo contratual, conforme as explicações do deputado Mecias de Jesus, é de 12 meses, mas a empresa pretende entregar a obra em dez meses. Foi o que disse o engenheiro Ariomar Coelho, responsável pela fiscalização dos trabalhos.

Mecias de Jesus fez questão de frisar que o valor orçado para a construção do novo prédio da Assembléia Legislativa é bem inferior ao de outras sedes de assembléias construídas Brasil a fora. Citou como exemplo a do Amazonas que custou R$ 30 milhões; a do Maranhão, que consumiu R$ 70 milhões do dinheiro público; a do Amapá, na qual foram gastos R$ 31 milhões; e a de Rondônia que custou a astronômica soma de R$ 100 milhões. Ao apresentar tais números, o presidente quis dizer que o valor da obra da assembléia Roraimense é uma pechincha.

Mas convenhamos, a maquete do prédio é bastante atrativa. O Plenário terá nada menos que 1.000 m2 e capacidade para 450 pessoas sentadas. Cada gabinete de deputado terá 37 m2 contra os 15 m2 dos atuais gabinetes. Haverá duas torres com quatro andares, dois elevadores e acesso para portadores de dificuldade de locomoção. (Mas não custa nada ficar de olho no andamento dos trabalhos e no cumprimento dos prazos).

Postagens Relacionadas
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »